Quanto é preciso investir para ter um negócio de sucesso?

Quanto é preciso investir para ter um negócio de sucesso?

O empreendedorismo está no sangue do brasileiro, e o sonho de negócios de sucesso habita a mente de muitos. O momento atual aponta para uma recuperação da nossa economia, indicando que esta pode ser a hora certa de realizar esse sonho.

Para quem pensa em iniciar a carreira de empresário, é muito importante saber fazer um bom planejamento, especialmente em relação às finanças.

Mas, afinal, quanto é preciso investir para ter um negócio de sucesso? O valor a ser investido depende de muitos fatores, como o ramo de atuação, o tamanho do negócio, o prazo de retorno esperado, entre outros.

Continue lendo para saber como calcular o investimento necessário!

Plano de negócios

Para aumentar as chances de criar um negócio bem-sucedido, comece traçando um plano de negócios. Pode parecer clichê, mas ele é realmente fundamental para o sucesso, especialmente para empreendedores pouco experientes.

Escolha um ramo no qual deseja atuar e levante todas as informações possíveis sobre ele. Identifique público-alvo, área de atuação, oportunidades, concorrentes, fornecedores, produtos ou serviços que vai oferecer, expectativa de vendas e faturamento etc.

Com base nessas informações, você pode começar o cálculo dos investimentos necessários.

Investimentos fixos

Os custos fixos se referem a máquinas, equipamentos, utensílios, veículos, móveis e tudo o mais que será necessário comprar para colocar o negócio em funcionamento. Determine a localização, o tamanho do imóvel a ser utilizado; calcule os gastos com aquisição de bens e contratação de serviços como decoração, pintura etc.

É importante saber que os investimentos fixos dependem fortemente do tipo de negócio a ser aberto. Por isso, é importante que o empreendedor aprenda tudo o que puder sobre o ramo em que deseja atuar.

Capital de giro

O capital de giro é o montante necessário para manter as atividades. Normalmente, calcula-se o valor mensal com base nas projeções de produção e venda. Ele envolve os custos com matéria-prima, produção, estoque, salários de funcionários, aluguel, energia etc.

O ideal é que um novo negócio tenha capital de giro suficiente para se manter funcionando por vários meses, sem depender das vendas. Lembre-se: é perfeitamente normal que a empresa faça poucas vendas nos primeiros meses. O capital de giro garante tranquilidade ao empreendedor e evita o endividamento.

Preparação e treinamentos

Os chamados custos pré-operacionais envolvem tudo aquilo que precisa ser feito antes de abrir e colocar a empresa para funcionar.

Eles abrangem desde as taxas e tributos a serem pagos para a abertura da empresa até treinamento de funcionários, campanhas de divulgação, entre outros.

Investimento total e financiamentos

Por fim, somam-se todos os custos calculados para obter o montante necessário para abrir um negócio de sucesso. É recomendável trabalhar com uma margem extra de, pelo menos, 5% destinada a eventuais despesas não planejadas e imprevistos.

Se o empreendedor não tem recursos suficientes para abrir o negócio, existem muitas alternativas. Com um plano de negócios eficiente em mãos, é possível contratar financiamentos e empréstimos e até mesmo buscar sócios investidores.

De qualquer maneira, com planejamento e dedicação você pode realizar seu sonho e abrir um negócio de sucesso!

E aí, quer saber mais sobre investimentos e negócios de sucesso? Assine a nossa newsletter e receba os melhores conteúdos!

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também