5 erros de fluxo de caixa que estão prejudicando sua loja!

5 erros de fluxo de caixa que estão prejudicando sua loja!

Para que sua loja tenha uma gestão extraordinária, é necessário que seus processos sejam realizados com o objetivo de reduzir gastos e aumentar receitas. Neste sentido, uma das ferramentas mais importantes para controlar o fluxo de recursos financeiros dentro de uma loja é o fluxo de caixa. Ele permite saber exatamente o que entra e o que sai de recursos, permitindo identificar necessidades futuras e redefinir estratégias para um bom controle financeiro.

Para evitar erros durante este processo, vamos apresentar 5 erros de fluxo de caixa que podem estar prejudicando a sua loja.

1. Não realizar as atualizações de maneira periódica

Para que o fluxo de caixa possa ser utilizado gerencialmente, é necessário que as informações sejam atualizadas constantemente. Quando uma informação não é lançada no sistema, o fluxo de caixa final acaba apresentando um saldo de disponibilidades equivocado e isso pode fazer com que os gestores tomem decisões também de maneira equivocada.

Se as operações são diárias e ocorrem durante todo o dia, não é correto que apenas sejam lançadas no final de um dia ou no final de uma semana. O ideal é que qualquer informação que afete o fluxo de caixa seja registrada imediatamente.

2. Considerar operações a prazo no fluxo de caixa

Quando uma operação é realizada a prazo, seja compra ou venda, recursos financeiros não saem nem entram de uma entidade qualquer. Por isso, é importante que apenas as operações à vista sejam registradas no fluxo de caixa.

Ainda existe a possibilidade de ser registrado um valor que apenas poderá ser recebido no futuro e, caso isso realmente não ocorra, a empresa contou com recursos financeiros que nunca entrarão no caixa dela efetivamente. Essa prática realizada no longo prazo poderá prejudicar a expansão de um negócio.

3. Não realizar lançamentos em categorias

Como os lançamentos em uma empresa são relativamente constantes, como compras de fornecedores e vendas a clientes, é importante que também sejam criadas categorias para as despesas e para as receitas.

Essa prática permite que seja mapeada a evolução de determinados tipos de gastos, como mercadorias que são revendidas e outros gastos como comissões e gastos gerais de uma loja. Essa prática também permite saber exatamente o que se gasta e onde se gasta, ajudando na identificação de gastos desnecessários ou que podem ser cortados.

4. Não ser realista

Quando as metas são definidas, toda a equipe sai em busca dela. No entanto, para que sejam alcançados determinados valores, é necessário que a contabilidade tenha tais informações registradas. Mas isso pode ser complicado quando os dados são lançados sem qualquer tipo de controle, fugindo da realidade.

Uma solução é criar alguma forma de validação dos dados inseridos e isso pode ser feito com o uso de uma ferramenta gerencial online, pois, além de ser gerada informação tempestiva, ela precisa ser confiável.

5. Superestimar resultados futuros

Da mesma forma do ponto anterior, os resultados também podem ser influenciados por lançamentos equivocados. E a contabilidade é peça-chave no controle destes resultados.

Erros podem ocorrer, mas deve-se evitar o excesso de confiança quando não se tem suporte informacional suficiente que sustente os objetivos. Com o passar do tempo, a tendência é que estes erros diminuam com a maior intimidade do gestor com o fluxo de caixa.

É muito importante o lançamento e o controle do fluxo de caixa e isso pode ser melhorado com o uso de uma ferramenta gerencial específica. O ideal é que todos sejam realistas nos planos e nos lançamentos para que erros possam ser evitados.

Para ficar bem informado sobre esses assuntos, assine nossa newsletter e garanta informação de qualidade!

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também