6 dicas que vão deixar sua vitrine mais atraente

6 dicas que vão deixar sua vitrine mais atraente

Você sabia que 85% dos brasileiros tomam a decisão de compra no ponto de venda (PDV)? Essa informação foi divulgada pelo Point of Purchase Advertising Institute, como resultado de uma pesquisa realizada por eles.

E você sabe qual é o primeiro contato do cliente com o seu PDV? A vitrine! Por conta disso, ela precisa ser atraente para impulsioná-lo a entrar na loja, a fim de conhecer as opções de mercadorias e realizar a compra.

Ficou interessado no assunto? Veja as nossas 6 dicas de vitrine para atrair os olhos atentos dos clientes!

1. Tenha a iluminação adequada

Destaque os produtos na vitrine com a iluminação focada e ajustada sob medida para ressaltar beleza e/ou funcionalidade, evitando pontos de sombreamento. Atente-se às cores das luzes utilizadas.

As luzes dicroicas, com uma tonalidade amarela, são as melhores e bastante usadas por muitos vitrinistas profissionais. A sua luz lembra a do sol, mas não tão forte, e destaca melhor as cores e tecidos em exposição. O branco costuma ser muito forte e, por isso, não é muito utilizado em vitrines, a não ser em casos que a luz não fica concentrada em um único produto.

A iluminação também pode auxiliar na composição do cenário da sua vitrine. Ela pode ser vibrante, relaxante ou acolhedora. Toda a composição vai depender da sua intenção e do seu produto, é claro.

Para isso, é preciso ter em mente a sensação que você quer transmitir para o consumidor. Você quer que ele se sinta em casa? Ou no meio de uma animada festa? Se você vende artigos para o lar, possivelmente vai escolher a primeira questão. No entanto, se o seu negócio for confecção jovem, vai se fazer a segunda pergunta. Conheça bem o seu público e produto ao planejar a sua vitrine.

2. Aposte na decoração e nas dicas de vitrine

Enfeite a vitrine com objetos decorativos adequados ao estilo comercial da loja e à imagem que a empresa quer projetar para o cliente-alvo. Aproveite ocasiões festivas (ano novo, natal, festa junina) e datas especiais (Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia dos Namorados) para colocar algum elemento representativo, fazendo uma decoração temática.

Elementos surpresa (esculturas, pelúcias animadas, mini fontes d’água, banners, fotos etc.), que possam despertar a curiosidade do cliente, também são boas opções decorativas.

Aproveite também para inovar e atrair seus clientes com outros recursos além da comunicação visual. Os sentidos do corpo humano podem ser utilizados para a atração de consumidores (mais conhecido como marketing sensorial) por meio da audição, do paladar, do tato e do olfato.

As ferramentas dessa estratégia podem não ser muito utilizadas nas vitrines, no entanto você pode se diferenciar nisso. Por exemplo, uma música agradável, em um volume saudável, pode atrair consumidores para o interior da sua loja.

3. Saiba escolher o posicionamento dos produtos

Introduza suportes de tamanhos diferenciados e manequins de diversos portes (meio corpo, somente tronco, corpo inteiro) para proporcionar a exposição de produtos em diversos níveis de elevação — assim, existirão vários planos de visão que poderão capturar a atenção dos clientes.

Cuidado para não exagerar na quantidade de elementos dispostos na vitrine, o que pode causar uma impressão de desordem. Tenha em mente que um visual limpo e bonito faz toda a diferença!

Além disso, organize a sua vitrine de acordo com o lar do cliente. Não, não é para você saber exatamente como é a casa dele, mas procure mostrar-lhe como o produto pode ser usado ou como ficará em sua residência.

No caso de loja de roupas, coloque os manequins da vitrine em posições dinâmicas, como se fossem realmente pessoas utilizando o vestuário exposto. Outra ideia bem criativa é vestir os vendedores com peças da loja, para que o consumidor possa ver realmente como fica a roupa que ele está comprando.

4. Faça a adequação do preço e qualidade

Os produtos devem ser adequados em preço e qualidade ao público-alvo da loja, já que esses também são fatores de atração dos consumidores. Fique atento para não cometer erros na formação do seu estoque, que impactarão na sua vitrine e poderão gerar redução nas vendas.

Lembre-se de informar os preços dos produtos expostos, dando especial destaque às promoções, utilizando cartazes chamativos e bem-feitos. Dê também uma ênfase especial para os produtos que são novidades em sua loja.

5. Tente dar equilíbrio às cores

Elementos visuais coloridos são importantes para alegrar o visual da vitrine e atrair os olhares dos passantes. Use-os com bom gosto e equilíbrio (na dose certa). Para saber qual dose é essa, sempre pesquise as tendências das cores que estão na moda.

Além disso, perceba as estações do ano e as festividades do calendário. Por exemplo, no Natal, a cor vermelha é mais usada. No entanto, no dia dos pais, cores como o azul, o verde e o cinza são mais acertadas.

Não se esqueça de adequar as cores da sua vitrine ao seu público e produto. Por exemplo, se os seus clientes forem mais tradicionais, podem não gostar de cores vibrantes. Já se o seu produto envolver artigos esportivos, o uso de cores como o rosa pink e o verde limão podem ser boas escolhas para atrair a clientela.

As estações do ano também podem influenciar nas decisões, afinal cores quentes como o laranja e o amarelo combinam mais com o verão do que com o inverno, por exemplo.

6. Faça uma renovação periódica

Renove a sua vitrine em intervalos regulares. O ideal é trocar o tema pelo menos uma vez por mês, e os produtos pelo menos uma vez por semana. Isso permite quebrar a monotonia, fazendo com que sua loja seja melhor percebida — esse tipo de estratégia induz o cliente a voltar sempre para ver as novidades em exposição.

Algumas lojas eliminam ainda mais a barreira entre a empresa e o consumidor, ao transformarem as suas vitrines em parte do ponto de venda. Os produtos ficam expostos em gôndolas e prateleiras no interior da loja, que é completamente aberta ao público. Assim, permite que ele circule livremente e faça seu autoatendimento, o que estimula ainda mais o consumo.

O ambiente de venda e, especialmente, as vitrines são as primeiras e mais fortes impressões que a sua marca passa para o consumidor. Sendo assim, investir na sua qualidade visual, atratividade e funcionalidade, comunicando o estilo certo, é importantíssimo para garantir uma experiência de compras agradável e proveitosa para os clientes.

Isso contribui para a ampliação das vendas, melhoria da competitividade e sustentabilidade do seu negócio e fidelização da clientela.

Gostou das dicas sobre a organização de vitrines? Quer saber mais? Então, curta nossa página no Facebook e acompanhe as nossas postagens!

 

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também