Saiba como melhorar a experiência do cliente no PDV

Saiba como melhorar a experiência do cliente no PDV

 

Decoração: pequenos detalhes que fazem a diferença

Você já entrou num ambiente e, em razão da decoração e do clima do lugar, se sentiu desconfortável? Se a sua resposta para essa pergunta foi sim, saiba que esse não é um privilégio só seu. A maioria das pessoas acaba se sentindo atraída ou repelida a entrar ou permanecer num determinado ambiente, de acordo com o clima que o lugar tem.

Essa questão é fundamental para o lojista que deseja que o cliente passe e se sinta atraído a entrar em seu ponto de vendas. E é por isso que um projeto de ambientação adequado é importantíssimo, tanto para a área interna como para os detalhes da vitrine.

Além de trazer uma identidade para a marca, a decoração, em seus detalhes de iluminação e mobiliário, podem definir toda a experiência do cliente. Esses detalhes, sem sobra de dúvidas, fazem o cliente sentir-se confortável e, o melhor de tudo, contribuem para aumentar sua vontade de consumir.

Atendimento: tornando inesquecível a experiência do cliente

Outro ponto crucial para definir a qualidade da experiência do cliente é o atendimento. É preciso saber dosar nesse quesito: o lojista não deve nem sufocar o cliente com um atendimento que não lhe dê liberdade para usufruir do espaço da loja e conhecer os seus produtos; nem deixar o cliente totalmente alheio, de modo que não se sinta bem-vindo no PDV.

Para evitar este tipo de problema, é ideal que você treine sua equipe: faça-os entender a importância de receber bem o cliente, sendo cortês e educado; demonstre a importância de prestar um atendimento rápido e efetivo; e alerte sobre a necessidade de demonstrar a boa vontade no atendimento. Isso evitará que ocorram erros típicos de atendimento em seu empreendimento.

Organização do espaço: conforto é fundamental

Os produtos que você oferta são excelentes e sua ideia de negócio é inovadora, mas, mesmo assim, o seu empreendimento não está tendo o sucesso que você planejava. Está na hora de parar um pouco e rever certos conceitos adotados. E um dos pontos a ser analisado é a organização — até a forma como os produtos são expostos pode melhorar, ou destruir, os seus índices de venda.

Um exemplo marcante disso são os supermercados, em que perto do caixa há sempre uma série de pequenos itens expostos, como balas, chicletes e revistas, que o consumidor, por estar esperando na fila, acaba vendo e sendo induzindo a consumir. E, acredite, esse tipo de consumo é considerável.

Isso tudo só se concretiza, é claro, pois o lojista desenvolveu uma estratégia de exposição de produtos, organizando o layout do estabelecimento de modo a aumentar o consumo em um ponto específico.

Como você pode perceber, não é tão difícil assim dar um up na experiência do cliente, não é mesmo? Com um pouco de sensibilidade e atenção é possível atentar para detalhes que impulsionam o negócio. Mas é sempre bom lembrar que por mais ideias maravilhosas que você possua para o seu negócio, é indispensável ampliar a mente, abrindo os horizontas para as questões estratégicas e de gestão.

E aí, gostou do nosso post de hoje? Então, aprenda um pouco mais sobre como melhorar a experiência do cliente no seu PDV, lendo esse outro artigo sobre marketing sensorial!

 

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também