5 dicas de gestão de estoque para lojistas

5 dicas de gestão de estoque para lojistas

Para uma empresa ser competitiva no mercado é necessário adotar boas práticas de gerenciamento de estoque. Não ter um produto armazenado, uma mercadoria muito tempo guardada ou um controle ruim do sistema de armazenamento pode resultar em prejuízos para a companhia. Por isso a necessidade das empresas em buscar a otimização dos seus processos para que possam superar as falhas, tornar o seu trabalho mais eficiente e aumentar a margem de lucro.

Neste artigo separamos algumas dicas de gestão de estoque para lojistas que vão contribuir para melhor organização e eficiência nas suas vendas. É só conferir os próximos parágrafos.

Utilize a tecnologia a seu favor

Os softwares de gestão são ferramentas bastante eficientes para o controle de estoques. Com eles é possível acompanhar a entrada e saída de produtos, ter relatórios detalhados de movimentação ― quais são os produtos de maior e menor saída, quem deu baixa em mercadorias, informações sobre comercialização etc. ― entre ouras facilidades.

A compilação dessas informações contribui para a boa prática administrativa, para um bom planejamento estratégico da sua empresa e na tomada de decisões. Com isso é possível contornar falhas, reduzir custos e aumentar a sua lucratividade.

Saiba como se relacionar com fornecedores

Manter bons relacionamentos é estratégico para qualquer empresa, seja com clientes, colaboradores ou fornecedores. Este último, inclusive, é fundamental no processo de gestão do seu estoque. Saber se relacionar e negociar com os seus fornecedores contribui para a criação de uma política eficiente de circulação de mercadorias, o que deixa o seu estoque com a quantidade necessária de produtos.

Para isso é necessário que esses fornecedores sejam flexíveis e ágeis nas suas entregas. Isso significa que a sua empresa não ficará sem aquele produto de maior saída enquanto as mercadorias de menor venda ficam paradas.

Seja organizado

Gestão é feita com organização. E um estoque sem organização é sinônimo de prejuízo para a empresa. Então comece a criar sistemas para separar os seus produtos dentro dos seus locais de armazenamento, o que irá reduzir as suas perdas de mercadorias ou outras falhas inerentes à desorganização.

Procure separar os produtos por categorias e validade, por exemplo, para facilitar a verificação visual de volume, o reconhecimento da circulação (muita ou pouca saída), padronização de produtos, entre outros aspectos.

Seja rígido com os processos de controle

Organização depende de um bom controle. A eficiência de um estoque está nos processos bem definidos e na capacidade de as pessoas envolvidas em seguir essas regras. É de grande importância controlar bem a entrada e saída de produtos ― e isso deve ser prática obrigatória de seus estoquistas. Esse tipo de controle evita prejuízos.

Então cobre de seus funcionários que os registros de mercadorias, tanto de entrada quando de saída, sejam feitos na hora. Não tenha medo de fazer essas cobranças, pois um processo mal executado pode acabar com toda a sua organização.

Faça o planejamento para a compra de produtos

Todo empresário sabe que mercadoria parada é sinônimo de dinheiro parado. Gerir um estoque pensando apenas na reposição de produtos não é eficiente e, para isso, é necessário levar em consideração a demanda. Alguns produtos têm mais saída que outros, certas mercadorias vendem mais em determinadas épocas do ano ou algum fato pode dar mais visibilidade para um produto. E isso deve ser levado em consideração em seu planejamento.

Fique atento aos relatórios de demanda e oferta e na sazonalidade de venda das suas mercadorias para fazer o planejamento e reposição do seu estoque. Isso ajudará a não ficar com produtos parados por muito tempo.

Como você tem feito a gestão do seu estoque? Quais dicas são eficientes nesse processo? Compartilhe com a gente as suas opiniões.

 

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também